home-banner-2021-v2

Duas Pandemias: Coronavírus e Negacionismo

A incapacidade e incompreensão de autoridades governamentais de conduzir a crise sanitária produzidas pelo Covid-19 em solo brasileiro, que por si só já tinha um potencial letal enorme, amplificou a tragédia humana que infelizmente nos assola.

Da irresponsável previsão inicial que era uma 'gripezinha', passando pela inanição na busca de vacinas, chegando à postura de autoridades zombarem do distanciamento social e uso de máscaras, o que vimos foi uma intencionalidade em frustrar as medidas mínimas de prevenção que momento crítico exigia.

Desafortunadamente este é o lamentável estado que chegamos, números enormes de perdas de vidas humanas, absolutamente inaceitáveis, com previsões de crescimento geométrico ainda pela frente, jogando no cesto de lixo nosso capital histórico e de sucesso nas vacinações em massas, que construímos como referencial e imagem universal.

A decorrência disto é que esta descrença nas evidências científicas só amplificaram nossas já frágeis possibilidades de enfrentamento do potencial pandêmico. E exatamente quando a importância da ciência na vida das pessoas, nas relações de trabalho, nos resultados da economia e na soberania do país, passaram a ocupar um papel fundamental, sobretudo nestes tempos de valoração de ativos intangíveis, está em curso pelo executivo nacional o aprofundamento da interferência na política de contingenciamento no principal instrumento de financiamento à pesquisa brasileira, o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FNDCT.

Que poderá vulnerabilizar o principal instrumento de fomento que nos trouxe até aqui, que formou cientistas, que produziu talentos e criou um capital científico-tecnológico invejável, referência mundial, que nos posicionou em fronteiras digitais, quânticas, inovativas, sustentáveis e farmacológicas, dentre outras, e nos conferiu também capacidade para testar e produzir vacinas, ou mesmo fazer mapeamentos genéticos de novas variantes.

E quando mais precisaríamos deles, os recursos que já estavam escassos, parecem também estar contaminados pela soturna combinação de vivermos tempos sem chão e submetidos ao obscurantismo, onde malfadadamente coabitam duas pandemias: o Covid-19 e o negacionismo.

*Adão Villaverde - Engenheiro e Professor de Gestão do Conhecimento e da Inovação

adaorrvillaverde@gmail.com

VILLAVERDE, Adão. Duas Pandemias: Coronavírus e Negacionismo. Revista Páginas de Direito, Porto Alegre, ano 21, nº 1493, 31 de março de 2021. Disponível em: https://www.paginasdedireito.com.br/artigos/449-artigos-mar-2021/8458-duas-pandemias-coronavirus-e-negacionismo

Compartilhe no:

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Categoria: Artigos Mar 2021

ISSN 1981-1578

Editores: 

José Maria Tesheiner

(Prof. Dir. Proc. Civil PUC-RS Aposentado)

Mariângela Guerreiro Milhoranza da Rocha

Prof. da graduação em direito da IMED

back to top