A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL COMO INSTRUMENTO PARA GARANTIR SEGURANÇA JURÍDICA E PROTEÇÃO AMBIENTAL NOS PROCESSOS DE LICENCIAMENTO

Quando perguntado a qualquer consultor, advogado ou empreendedor sobre as maiores dificuldades existentes na área ambiental, uma das respostas sempre será: ausência de segurança jurídica nos processos de licenciamento ambiental. Tal situação pode ser justificada por falta de uma lei geral nacional – a regulamentação que trata mais especificamente do tema é uma Resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA nº 237/97)[3]. Em razão da lacuna da lei strictu sensu, os demais entes federados – Estados e Municípios - fazem por bem dispor de suas próprias normativas, no âmbito de sua competência constitucional. Porém, o que muitas vezes poderia ser uma ótima solução, pode ser tornar um sério problema para todos os envolvidos nos processos de licenciamento, inclusive para o próprio órgão ambiental.

Uma das causas desta citada insegurança jurídica nos processos de licenciamento ambiental é a ausência de sistematização nos procedimentos. Mesmo com a "questionável" Resolução CONAMA nº 237/97 já prevendo, em seu artigo 10, a obrigatoriedade de adoção de padronização de procedimentos no processo de licenciamento ambiental - e apesar de tal situação ter evoluído consideravelmente nos últimos anos -, ainda é notório o subjetivismo na condução dos processos pelo órgão ambiental.

Leia mais:A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL COMO INSTRUMENTO PARA GARANTIR SEGURANÇA JURÍDICA E PROTEÇÃO AMBIENTAL...

PROJETO DE PESQUISA: MÉTODOS ALTERNATIVOS NA RESOLUÇÃO DE CONFLITOS AMBIENTAIS

TEMA:

O presente projeto de pesquisa aborda a utilização dos métodos alternativos para a resolução de conflitos ambientais.

DELIMITAÇÃO DO TEMA

Métodos alternativos na resolução de conflitos ambientais.

PROBLEMA DE PESQUISA

O desenvolvimento do presente projeto se dará a fim de verificar como se dá a aplicação dos métodos alternativos na resolução dos conflitos ambientais e quais os benefícios da utilização dos métodos alternativos em detrimento do método tradicional do judiciário.

Leia mais:PROJETO DE PESQUISA: MÉTODOS ALTERNATIVOS NA RESOLUÇÃO DE CONFLITOS AMBIENTAIS

Federalismo e Competências dos Municípios

A expressão "federalismo" na Constituição de 1988 nunca foi tão presente no nosso cotidiano. Em tempos de coronavírus, tanto Estados quanto municípios têm exercido com maestria e força este poder-dever.

A atuação em vigilância sanitária e saúde é competência comum, a teor do art. 28 da CF. E esta previsão constitucional - que representa um poder-dever na partilha de competências constitucionais exige uma atuação contundente. No âmbito dos Municípios, esta atuação prevê (a) organização do sistema de saúde, desde as equipes de atenção básica até o incremento da rede própria, (b) dos serviços funerários, organizando e estabelecendo regras rígidas, (c) o funcionamento dos serviços essenciais; (d) a necessidade de suspensão dos prazos administrativos referentes a relação dos cidadãos e dos empreendedores com a cidade (habite-se, alvarás, etc).

Leia mais:Federalismo e Competências dos Municípios

MP 944, artigo por artigo - Financiamento emergencial da folha de pagamento

O enfrentamento da crise de saúde mundial causada pelo coronavírus e o decorrente isolamento social e fechamento temporário de empresas, para desacelerar o contágio, têm provocado uma edição de normas em ritmo frenético.

Em menos de um mês temos, por exemplo, a Lei 13.979, de 6/2/20 (isolamento, quarentena e outras medidas emergenciais), Lei 13.982, de 2/4/20 (auxílio emergencial de R$ 600,00 a trabalhadores informais e autônomos e outras medidas), MP 927, de 22/3/20 (flexibilização dos requisitos e prazos para teletrabalho e banco de horas, antecipação de férias e feriados, etc), MP 936, de 1º/4/20 (suspensão do contrato e redução de jornada e salário, com benefício mergencial pago pela União), a MP 945, de 4/4/20 (medidas emergenciais para o setor portuário), e a MP 946, de 7/4/20 (transferindo os recursos do PIS-PASEP para o FGTS e permitindo a partir de 15/6 o saque de até R$ 1.045,00 da conta vinculada, pelos trabalhadores).

Como uma das principais alternativas para o empregador em apuros em decorrência da perda de faturamento, o governo edita a MP 944, de 3/4/20, cria uma linha de crédito emergencial para cobrir dois meses de folha de pagamento, condicionando tal financiamento à assunção, pelo empregador, de não dispensar imotivadamente durante 60 dias após a liberação da última parcela do crédito (totalizando por volta de 4 meses, assim). A medida provisória prevê 36 meses para pagar, após uma carência de 6 meses, e praticamente sem juros, já que 3,75% a.a. mal cobrem a expectativa inflacionária!

Leia mais:MP 944, artigo por artigo - Financiamento emergencial da folha de pagamento

MP 936 X LIMINAR NA ADI 6363

Uma breve construção para tentar viabilizar o aproveitamento prático da MP 936 e a liminar na ADI 6363 (que poderá ser revisada em 16.04.2020):
1 – Não dá para abrir mão da inconstitucionalidade da leitura da MP de que a mera comunicação ao sindicato convalidaria o acordo individual (art. 11, §4º), porque isto não daria qualquer efeito jurídico à comunicação e à posterior intervenção do sindicato. É um precedente de descarte de cláusulas pétreas do qual a sociedade iria se arrepender, abrindo brechas para outras derrogações futuras de cláusulas pétreas, com consequências imprevisíveis.

Leia mais:MP 936 X LIMINAR NA ADI 6363

Mais artigos...

  1. GEAK - Grupo de Estudos Araken de Assis com atividades online abertas ao público
  2. A CONTRADITÓRIA RETÓRICA ANTI-CHINA
  3. RESPONSABILIDADE PENAL DA PESSOA JURÍDICA PELO CRIME DE DANO AMBIENTAL CRIMINAL LIABILITY OF THE LEGAL PERSON FOR THE CRIME OF ENVIRONMENTAL DAMAGE
  4. DECISAO JURÍDICA COMO FORMA DE ENUNCIADO: ANÁLISE SOB O PRISMA MIKHAIL BAKHTIN
  5. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 936, ARTIGO POR ARTIGO – SUSPENSÃO CONTRATUAL E REDUÇÃO SALARIAL PARTE 3 – Arts. 5º - 6º - Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda
  6. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 936, ARTIGO POR ARTIGO – SUSPENSÃO CONTRATUAL E REDUÇÃO SALARIAL PARTE 2 - Arts. 1º - 4º. Escopo e objetivos – reduzir o impacto da calamidade pública – COVID 19
  7. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 936, ARTIGO POR ARTIGO – SUSPENSÃO CONTRATUAL E REDUÇÃO SALARIAL PARTE 1
  8. Desmatamento e coronavírus: lições para o Direito Ambiental - Eclodida por zoonose de animais silvestres, pandemia exige efetiva regulação e controle do desmatamento
  9. Os direitos fundamentais em tempos de pandemia – I
  10. Ação Popular busca responsabilizar China em R$ 5 bi por prejuízos causados pelo coronavírus
  11. Força Maior e Factum Principis - Responsabilidade nas Paralisações do Covid-19
  12. Medida provisória nº 927, artigo por artigo, e revogação da suspensão contratual não remunerada
  13. Bolsonaro diz que vai revogar trecho de MP que permitia suspender salário
  14. A MP nº 927 pode instalar o caos no País
  15. O ACESSO À INFORMAÇÃO COMO PREVENÇÃO DE DANOS AMBIENTAIS NA SOCIEDADE DE RISCOS

Página 7 de 104

ISSN 1981-1578

Editores: 

José Maria Tesheiner

(Prof. Dir. Proc. Civil PUC-RS Aposentado)

Mariângela Guerreiro Milhoranza da Rocha

Prof. da graduação em direito da IMED

back to top